Existem diversas estratégias que colaboram para que a sua loja e-commerce consiga atrair mais visitantes, bem como para fazer com que esses visitantes finalizem uma compra. A descrição dos produtos, se realizada de forma correta, é capaz de ser decisiva, devendo serem observadas algumas regras.

Mas como optimizo os meus produtos online?

Veja abaixo!

1. Descrição técnica

É indispensável informar as características técnicas do produto como peso, tamanho e cor. Apenas dessa forma o consumidor poderá avaliar minuciosamente o produto, evitando também dores de cabeça na hora da devolução em caso de troca.

2. Originalidade

Os mecanismos de buscas privilegiam produtos com descrição única e original, ao mesmo tempo que punem conteúdo considerado duplicado. Importante que essa descrição seja feita de forma clara e objetiva.

3. Utilize as palavras-chave

Não basta colocar qualquer conteúdo na descrição do produto. A descrição deve conter palavras capazes de atrair o público interessado no produto. Isso pode ser feito com um excelente trabalho de SEO, o que auxiliará para que esse produto apareça nas primeiras posições quando for pesquisado no Google, por exemplo.

4. Público-Alvo

Leve em consideração para quem esse produto está vocacionado. A linguagem utilizada deve ser diferente quando direcionada para determinados utilizadores, como crianças, idosos, mulheres e gestantes. Estabelecer essa conexão certamente fará com que o consumidor se interesse ainda mais pelo produto.

5. Linguagem persuasiva

Cuidado! A linguagem persuasiva não deve ser utilizada para ludibriar o consumidor, mas para que se consiga convencê-lo da necessidade do produto naquele instante.  São argumentos associados a um discurso ideológico, subjetivo e temporal, capazes de influenciar as ações do seu público.

6. Vantagens

Ao demonstrar as vantagens do produto permite-se que o consumidor pense inclusive noutras utilidades para o produto, tornando-o essencial naquele momento. Assim consegue-se valorizar o produto, podendo também enumerar, quando possível, os benefícios que ele poderá trazer para quem adquiri-lo.

7. Links Externos

Remeter para os links dos fabricantes ou fornecedores traz a devida credibilidade não somente para o produto em questão como para a sua empresa, oferecendo ainda mais confiança para os potenciais compradores.

8. Imagens

É primordial ter várias imagens do produto, que possam mostrar todas as suas características. Essas imagens devem ser em alta resolução pois o comprador poderá ter a certeza de que o produto que está comprando é o mesmo que chegará na sua casa. Isto também evita que haja devolução, evitando a insatisfação do consumidor e, consequentemente, poupando a imagem da sua empresa .

9. Avaliações

Ao expor opiniões de quem já comprou na própria página do produto, ajuda o consumidor a verificar se é aquilo que ele realmente está à procura. Além disso, ele identifica-se com quem já teve problemas e encontrou no produto as soluções que procurava.

10. Vídeos

Utilizar vídeos para demonstrar o produto é ótimo. Se conseguir demonstrar também as utilidades, vantagens e sentimentos que remetem ao produto é melhor ainda. Vale a pena investir para que o vídeo não passe a sensação de amadorismo. Isso ajuda na imagem profissional da sua marca.